12 .

hoje senti-me como tantos dias me senti quando não estavas e isso aconteceu à meses atrás . cheguei a declarar-me às paredes o quanto precisava de ti e da tua companhia . sentia a tua falta que por cada gota que o meu corpo deitasse ou então mais simples ainda, bastaria olhares para os meus olhos e aí encontrarias esse rasto . estiveste a quilómetros de mim e por mais que disséssemos que a distancia não nos ia afectar e até afirmámos que ficaria tudo bem, sabes tão bem quanto eu que acabou por fazê-lo mesmo que não o quiséssemos mas certamente já tínhamos previsto a todo o custo esse facto e não acreditámos. hoje , foi assim e estávamos tão perto . não foram quilómetros mas sim, poucos metros . podia ouvir a tua voz ao longe e se me levantasse do banco via-te . ao meu ver parece que p'ra ti não importava o facto de estar ali abandonada ao mundo inteiro e não deixando de dizer, por duas vezes . por mais que te queira p'ra mim às vezes acho que não te posso ter . é a crueldade do destino . posso dizer que começo a sentir-me vazia (?) será esse o patamar correcto para se dizer ? nem sei designar esta sensação , pois é demasiado estranha e demasiado fria . ultimamente são as atitudes que fazem as escolhas e até as acções . por mais diga que não , magoam sim . talvez como já te tinha dito , o tempo que quero que disponibilizes para mim já não o possuas . acho que agora deixas-te de me dar atenção e me "trocas-te" por outra coisa com mais importância . de novo dizendo e repetindo , sei que pertenço à tua vida mas isso não faz de mim tua dona nem tenho o dom de mandar e fazer-te minha marioneta ; o que eu menos quero é prejudicar-te seja de que forma for e se assim o fizer , prefiro dar-te mais espaço àquele que te dou constantemente por mais que não o peças . não quero ser aquela influencia que um dia possas olhar p'ra trás e dizer que não aproveitaste algo mais por minha causa . por incrível que pareça com tantas palavras que aqui deixei em cima, agora vou escrever aqui a parte do contrariamente ao que foi dito ; é bom deixares-me de parte de vez em quando pois assim , consegues fazer tudo o que tencionas mesmo que isso me faça ter a face molhada a qualquer minuto e até chegar a ter o coração bem apertadinho . eu , se isso acontecer apenas tenho que me pôr no meu cantinho imaginando-te , vendo todos os nossos momentos e se for preciso , se for mesmo preciso , agarro-me apenas a isso . se te fizer feliz a mim também o fará , não ? .

2 comentários:

Anónimo disse...

bem o teu texto está muito bom... as vezes é mais facil escrevermos e n saberemos quem está a ler do que falar e ninguem entender.... a vida nao é como nós queremos mas sim somos nós quem faz da nossa vida o que queremos, somos nós que faze-mos os caminhos nem sempre os melhores mas se caimos nao é mau porque é sinal de que vamos aprender algo com essa queda... nao sei se me estou a fazer entender
quando se ama demais nao se tem noçao que por vezes podemos estar a sofucar a pessoa mas como amamos isso parece normal querer estar mt tempo com o "nosso " mas quando se pensa bem nota-se que deviamos ter feito as coisas de maneira diferentes mas errar toda gente erra... chorar faz bem é sinal que estamos a sofrer... has vezes o tempo que queremos para nós tem que ser partilhado com alguma
coisa nao digo mais importante mas nao se pode exigir que essa pessoa deia o seu tempo só para nós.. todo o tempo que passam para ambos é uma liçao de vida pq nao sao perfeitos mas ambos podem ser perfeitos um para o outro.... só voces é que sabem o que é melhor para voces... só voces entender o que mais ninguem entende... luta por tudo na tua vida mesmo que isso te custe uma lágrima.... espero qu
espero que tenhas gostado do que escrevi e como sabes dei a minha opiniao..bj

sara morgado disse...

gostei muito *.*