decidi dizer-te .

podia traduzir tudo em meia dúzia de palavras , mas meia dúzia de palavras não chegarão para dizer aquilo que te tenho a dizer . de facto , já devia ter seguido mas antes de o fazer , decidi deixar-te uma carta de despedida . decidi escrever-te isto e nem sei bem porquê , talvez porque ainda sinta compaixão por ti , porque fim ao cabo um sentimento não desaparece de um momento para o outro ao invés do teu . não posso negar o que está à vista dos olhos mas também não vou nem posso andar o resto da minha vida com a ânsia que tu voltarás , que um dia ao ir para casa estarás à porta do meu prédio à minha espera porque sei que isso nunca irá acontecer , ponto . decidi pôr um ponto final em ti , em nós e acrescentar um mais à minha vida porque realmente , até agora , nem por uma amizade conseguimos lutar . por mais que doa , não posso parar no tempo , não posso andar em busca de algo que talvez nunca resulte por mais que tenhas falado em " esperança " . eu disse-te que as coisas iam ser diferentes e o são . sempre me habituei ao teu silêncio e agora , até agradeço por isso . não me custa que os dias passem . decidi dizer-te que prometi a mim mesma não chorar e não choro , sorriu apenas porque apesar de tantos momentos maus , conseguimos ter alguns bons e foram bastante marcantes . sempre te disse que eras diferente e continuas a sê-lo . não digo que não sinta a tua falta porque sinto , mas se o teu sentimento fosse realmente verdadeiro como afirmavas ser , as coisas não estariam como estão . agora não passamos de meros desconhecidos já viste ?  decidi dizer-te que hoje ao ter aberto os olhos e ter visto a realidade diante das minhas mãos , compreendo que afinal , quem se afeiçoou demasiado fui eu e contudo , era apenas o meu coração que saltava para fora do peito com a tua chegada . por isso é que saí mal no meio desta curta história . decidi dizer-te que , desisto . decidi dizer-te que , apesar de tudo , não guardo rancor , guardo mágoa mas essa eventualmente acabará por desaparecer . o tempo ajuda a curar tudo e a dar resposta a tanta pergunta por responder . decidi dizer-te que , apesar de tudo , quero que sejas feliz . não desejo mal a ninguém muito menos a ti . aliás , aprendi contigo umas breves lições . espero que encontres a verdadeira felicidade , que encontres alguém que te saiba amar ainda mais e melhor de como eu te amo , te compreenda , te aceite melhor do que eu . decidi dizer-te que , quer dizer , dar-te um conselho até , segue os teus sonhos e luta por aquilo que gostas / ames realmente . nunca deixes nada por dizer , por fazer . principalmente nunca te arrependas de algo . não desperdices o tempo e aproveita cada oportunidade que te dão . somos apenas pequenos actores numa peça incógnita , pois não se sabe quando é que a peça terminará e se dissemos tudo a toda a gente . decidi dizer-te e talvez nem te importes com isso , mas já tenho a minha casa arrumada e a minha mãe seguiu os teus conselhos de " decorador de casas " . ela já sabe que não temos nada um com o outro . ficou desiludida mas , como te sempre disse , ela gosta de ti . decidi dizer-te e talvez seja o fim desta breve carta , que o mundo está sempre em constante movimento , que tudo muda de dia para dia e quem sabe , nos cruzemos por aí , que nos vejamos e voltemos a trocar meia dúzia de palavras .  talvez um dia quem sabe , as coisas dêem certo . se não derem , é porque afinal , os nossos caminhos não estavam cruzados nem escritos . não sei se era este o fim que desejava para esta carta que te escrevo , mas , sinceramente , não me quero alongar mais porque não vale a pena . a falta de interesse fala mais alto . mas hoje , decidi te dizer realmente que , vou em busca da minha felicidade , e o passado ficará no lugar dele , esquecido , mas não apagado .     

Sem comentários: