Avançar para o conteúdo principal
tenho saudades daqueles tempos em que adormecia no sofá e acordava na cama . sinto falta daqueles momentos em que toda a família se juntava à mesa para comer fosse porque fosse . sinto necessidade de ter aqueles tempos em que não havia preocupações algumas e nem se quer sabia o que era a vida real , limitavam a esconder-me " debaixo das saias " como modo de protecção . passava a vida a ver desenhos animados só porque achava piada , adorava que me dessem a comida à boca porque assim não precisava de me esforçar e podia dormir em qualquer sitio , a qualquer hora que tinha sempre alguém a meu lado . levavam-me ao colo para ali e para acolá , cheguei até a fingir que estava a dormir só para isso mesmo . sentia-me protegida e o centro das atenções naquela altura . acho que todos nós o fomos . não nasci num berço de ouro para que conste . tudo o que precisava e queria , caía do céu e ainda cheguei a acreditar no pai natal . hoje , se preciso de algo , é com o meu suor . por mais que olhe para o céu e peça , não caí nada para além da chuva . sinto saudades do meu abrigo , do cheiro a bolos caseiros , dos aventais na anca , dos meus cozinhados " fantásticos " , daquela grande Mulher que já partiu há onze anos . cuidou de mim como nunca ninguém um dia irá cuidar mesmo que tentem . sou o que sou hoje graças a ela e espero que ela se orgulhe de mim . sinto saudades até , por mais cruel que seja , de ficar com as bochechas rosadas só porque existia sempre alguém na família que achava piada a apertar-las . todos tivemos essa pessoa , não desmintam . hoje deu-me para isto . hoje encontro-me aqui a pensar em como o mundo dá tanta volta e como o tempo corre sem dar-mos por isso . na quantidade de pessoas que entram e saem da nossa vida ao longo do tempo . hoje , vemos o tipo de pessoas com quem partilhamos os nossos dias como as que pertencem à nossa sociedade . nada permanece , tudo desaparece . mudam-se os tempos , mudam-se as vontades . todavia , neste presente as pessoas não conseguem ser felizes nem deixar os outros o ser , vai-se lá saber porquê . parece que todos os dias , se sentem incompletas . zangam-se à mínima coisa e nunca dão valor àquilo que os devia deixar orgulhosos e de lágrima ao canto do olho . antes todos se ajudavam e hoje , não é nada mais nada menos que cada um por si . até as amizades estão a deixar de ser a principal razão . sentir saudades , é bom é , só mostra por fim que aqueles momentos foram realmente bons , mas conseguir voltar lá ? é impossível . por mais que nos custe a aceitar , esses momentos hoje só permanecem na memória e não na vida real . só os podemos tocar mas não vivê-los . se soubesse outrora o que a vida real me reservava e me tem reservado , nunca tinha saído " debaixo das saias " . se soubesse o que sei hoje , tinha tornado imortais os meus tempos de criança .

Comentários

Mensagens populares deste blogue

20'09'16

Já faz algum tempo, já faz tempo mas tanto tempo que me perdi um pouco por aí.
Hoje é diferente, já não penso mais (acho). Hoje já não sou como era dantes. Acho que me custa, e nem sei como, nem porquê. Custa-me que haja tanta gente que faz tão pouco e ganha tanto. Custa-me, tentar tudo por tudo, mas nunca conseguir. Muito menos agora. Já faz tempo, mas tanto tempo que me perdi por aí.
Há tantas coisas que me fazem falta, e estaria aqui a noite toda a enumera-las. Irá sempre faltar essas malditas pequenas coisas, que de tão pequenas, são enormes.
Sorri, porque sorrir faz bem, e não chores porque se foi embora. Não quero jogar de novo este jogo, em que se perde pessoas e nunca mais se as conquistam. São mais as que vão, e são poucas as que se ficam. Vai-se lá saber porquê.
Já faz algum tempo, já faz tempo que me perdi por aí, em que deixei muitas coisas para trás, há procura de melhor, em que larguei tudo mas tudo, e sobrevivi apenas. Na vida, tudo se ganha, tudo se perde. Ganhei grandes c…

12 .

hoje senti-me como tantos dias me senti quando não estavas e isso aconteceu à meses atrás . cheguei a declarar-me às paredes o quanto precisava de ti e da tua companhia . sentia a tua falta que por cada gota que o meu corpo deitasse ou então mais simples ainda, bastaria olhares para os meus olhos e aí encontrarias esse rasto . estiveste a quilómetros de mim e por mais que disséssemos que a distancia não nos ia afectar e até afirmámos que ficaria tudo bem, sabes tão bem quanto eu que acabou por fazê-lo mesmo que não o quiséssemos mas certamente já tínhamos previsto a todo o custo esse facto e não acreditámos. hoje , foi assim e estávamos tão perto . não foram quilómetros mas sim, poucos metros . podia ouvir a tua voz ao longe e se me levantasse do banco via-te . ao meu ver parece que p'ra ti não importava o facto de estar ali abandonada ao mundo inteiro e não deixando de dizer, por duas vezes . por mais que te queira p'ra mim às vezes acho que não te posso ter . é a crueldade d…

mulher da minha vida.

Hoje escrevo porque fiz uma limpeza a finco no meu sótão e encontrei uma foto nossa. Admirei o teu sorriso durante uns bons minutos. Foi como se naquele preciso momento tivesse voltado à uns anos atrás. Eras e aposto que deverás continuar linda. Eras o ideal de moça que qualquer um na vila queria. Ninguém esperou que viesses atrás de mim e que inclusive te apaixonasses. Andámos tanto tempo que ainda hoje aperta uma saudade tremenda em todos os cantos do meu corpo. Como era bom chamar-te minha e eu ser teu. Desde que cada um seguiu a sua vida, talvez por estupidez, nunca mais te vi. Espero que tenhas alguém a teu lado, que te cuide e estime. Eu também tenho, mas não és tu nem é como tu. Afinal tinhas razão, não há nenhuma mulher igual a ti, todas tentaram mas nenhuma conseguiu. E eu, feito estúpido ainda acreditei que ia arranjar um clone teu. Todos nós temos uma mulher predilecta na nossa vida, e tu eras - e, não devendo admitir porque neste momento sou casado - és a minha. Pus-me a l…